English EN Portuguese PT Spanish ES
FAQ

Veja agora as dúvidas mais comuns.

O API (American Petroleum Institute) representa todos os segmentos da indústria de petróleo e gás natural.

O API foi formado em 1919 como uma organização de definição de padrões. Em seus primeiros 100 anos, desenvolveu mais de 700 padrões com o apoio de mais de 600 membros para aprimorar a segurança operacional e ambiental, a eficiência e a sustentabilidade para organizações que fabricam produtos ou fornecem serviços para o ramo de petróleo e gás natural.

O API é reconhecido em todo o mundo por sua ampla gama de programas.
As certificações do API desenvolve padrões para aprimorar e estabelecer processos
mais consistentes e padronizados.

Empresas que possuem essas certificações demonstram sua capacidade de fornecer
produtos e serviços que atendam aos requisitos legais e normativos, tornando-os
confiáveis e aumentando a credibilidade dos seus negócios.

Existem também as certificações individuais para cada tipo de serviço. O API tem
técnicas específicas para cada setor, desenvolvendo e aprimorando métodos de alto nível.
É um padrão de Gestão da Qualidade certificável para empresas que fabricam produtos para a área de petróleo.
É um padrão de Gestão da Qualidade certificável para empresas de prestação de serviços ou que vendem produtos para a indústria de óleo e gás.
É uma certificação individual e é destinada à Inspeção de tanques de Armazenamento Atmosférico, com base nas exigências da principal norma de inspeção, reparo, alteração e reconstrução de tanques.
É uma certificação individual e é destinada à Inspeção de Tubulação e seus dispositivos de alívio de pressão associados que foram colocados em serviço.
É uma certificação individual e é destinada à Inspeção de Vasos de Pressão com base
em conhecimento relacionada à manutenção, inspeção, reparo e alteração de vasos de pressão.
Esta norma é especifica para os requisitos de rosqueamento e medição de conexões de ombro rotativas para uso em indústrias de petróleo e gás natural.
As certificações destinadas às empresas são de três anos, mas podem ser renovadas em novos ciclos pelo mesmo período.
Sim. Empresas de qualquer porte que prestam serviços ou fabricam produtos para a indústria de petróleo e gás natural podem ter certificação API.
As normas do API padronizam boas práticas para as indústrias de óleo de gás. Elas são base e referência nesse setor específico para fabricar e prestar serviços com qualidade de maneira consistente para garantir a qualidade no mercado para empresas e consumidores e promover mundialmente a aceitação de produtos e práticas.
Depende muito do treinamento, mas varia em média entre 20h a 48h.
As certificações individuais são válidas por três anos, mas podem ser renovadas em novos ciclos pelo mesmo período.
A princípio qualquer pessoa que já esteja inserida ou deseje se inserir no setor de petróleo e gás e tenha o ensino médio completo, entretanto o pré-requisito pode variar de acordo com o treinamento.
Sim. A pessoa precisa ter noções básicas sobre o produto ou serviço que irá fazer o treinamento.
A princípio, o ensino médio completo e algum tipo de experiência na área do curso.
Não. Somente se o aluno desejar fazer uma reciclagem.
Empresa - O atendimento aos requisitos das normas API visa benefícios como a padronização de serviços e produtos, redução de perdas, minimização de riscos, entre outros. Consequentemente, as empresas certificadas aumentam a confiabilidade e credibilidade dos seus negócios, além de atender aos mais altos padrões de exigência da indústria de petróleo e gás natural.

Certificação individual - A primeira vantagem é atuar em sistemas de gestão de qualidade para organizações que fabricam produtos ou fornecem serviços para a indústria de óleo e gás. O profissional com o treinamento aprovado API vai estar apto a contribuir, estabelecendo processos mais consistentes e padronizados.
Treinamentos técnicos e para sistemas de gestão, os treinamentos API Spec Q1 e Q2.
São documentos criados para padronizar um conjunto de regras sobre um ramo, setor, assunto ou operação.
Auditoria é uma verificação das atividades desenvolvidas por uma empresa ou setor. O objetivo é verificar se as atividades desenvolvidas pela empresa foram implementadas de forma eficaz e se estão em conformidade, analisando a veracidade e a consistência das informações.

Existe a auditoria interna e externa que se dedica a fazer uma avaliação detalhada sobre a organização.

A empresa que passa pelo procedimento da auditoria garante sua eficiência, tornando-se transparente e confiável aos olhos de investidores e parceiros, garantindo a sustentabilidade de uma organização no longo prazo.
Um dos principais diferenciais da Global Corps é prestar assessoria aos nossos clientes. Que consiste em fornecer aconselhamento quanto aos temas que somos especialistas e também atuar na implementação das sugestões. Dessa forma, participamos ativamente como parte da equipe de trabalho e na busca incansável pelo alcance dos objetivos propostos.

Nós somos uma empresa de assessoria especializada em Sistema de Gestão e Auditorias.
Muitas empresas estão procurando este modelo de serviço, sendo função fixa ou temporária. Diante do mercado competitivo, as empresas estão buscando otimizar os processos e reduzir despesas. Este resultado se consegue facilmente com a ajuda de serviços terceirizados.

Os benefícios são: profissionais mais experientes, redução de custos operacionais, gestores focados na organização e na sua estratégia, priorização de investimentos; expansão do negócio de forma estruturada, entre outros.
Sim, pode sair mais barato. Ao contratar um serviço terceirizado uma empresa consegue evitar desperdícios (porque pode contratar outra que seja especializada naquela área do início ao fim), pode evitar custos de trocas de funcionários, férias, rescisões, etc.
A Gestão de facilities é a ocupação da coordenação de empresas, espaços, pessoas, infraestruturas e organizações. Esta coordenação é feita através da gestão de serviços gerais dessas empresas que podem ser prédios, escritórios, plataformas, hotéis entre outros.
A auditoria de fornecedores é um processo de verificar as informações documentais descritas da produção ou realização de serviços e analisar se está de acordo com o que é realizado na prática.

Este método deve ser realizado periodicamente por qualquer tipo de empresa a fim de verificar a qualidade do produto ou serviço prestado por um novo fornecedor ou para garantir a manutenção da qualidade de um fornecedor já existente.
É um conjunto de práticas que são interligadas para conduzir a rotina da organização e atender a política da qualidade.

Com a Gestão da Qualidade, a empresa consegue controlar e padronizar todos os seus processos, além de diminuir os erros e falhas nas operações. Os princípios são: foco no cliente; liderança; melhoria; redução de custos; tomada de decisão baseada em evidências, entre outros.
É a sigla para o sistema de gestão que integra as áreas de Qualidade, Saúde
Ocupacional, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho de uma empresa. É
desenvolvido a partir das necessidades de um mercado e do cliente.
Uma certificação ISO 9001 garante a qualquer empresa uma imagem de organização e confiança. Ter esta certificação associada aos seus serviços ou produtos agrega valor para os seus clientes e possibilita que internamente o funcionamento da sua operação tenha sempre um fluxo de sucesso.
Existem auditores para múltiplos sistemas de gestão. Você pode escolher uma norma que esteja associada às necessidades da sua empresa, por exemplo, ou escolher mais de uma para agregar à sua experiência. Para se formar um auditor é necessário fazer um curso de uma entidade formadora certificada, como a Global Corps. Entre na nossa sessão de cursos e treinamentos e escolha a sua próxima formação!
O auditor é um profissional responsável por analisar detalhadamente os processos e
atividades da empresa e verificar se elas estão sendo cumpridas.
Sendo um auditor interno você pode auxiliar uma empresa preparando-a para ser examinada, e sendo um auditor externo você examina e tira a conclusão se aquela empresa tem os seus processos em conformidade com as normas. Os auditores são essenciais para manter as empresas em conformidade, sendo para uma auditoria externa, ou para manutenção interna.
Quem faz a formação em um curso de auditoria em uma entidade regulamentada.
Se é do seu interesse ter sua empresa operando para serviços e/ou produtos com um selo de garantia dos seus processos, aumentando sua credibilidade e melhorando sua visibilidade no mercado, você precisa contratar um auditor. Nós oferecemos serviços de assessoria e consultoria em múltiplas normas. Nossos auditores são profissionais com experiência e qualificações de altíssimo grau.
Saiba mais na nossa área de Serviços.
O Auditor líder é a pessoa designada como responsável pelo planejamento, programação, direção, execução e controle de uma auditoria. Ele realiza um papel estratégico na organização da auditoria, pois determina a metodologia e as técnicas utilizadas para o bom desempenho da auditoria.
O Auditor Líder de Sistema de Gestão Integrado cumpre as mesmas responsabilidades praticadas pelo Auditor Líder mencionadas anteriormente, porém especificamente no que diz respeito às normas ABNT NBR ISO 9001:2015, ABNT NBR ISO 14001:2015 e ABNT NBR ISO 45001:2018.
Toda empresa ou instituições que admitam trabalhadores como empregados, deverão elaborar o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO, com o objetivo de promoção e preservação da saúde do conjunto dos seus trabalhadores O PCMSO deverá considerar as questões incidentes sobre o indivíduo e a coletividade de trabalhadores, privilegiando o instrumental clínico-epidemiológico na abordagem da relação entre sua saúde e o trabalho O PCMSO deverá ter caráter de prevenção, rastreamento e diagnóstico precoce dos agravos à saúde relacionados ao trabalho, inclusive de natureza subclínica, além da constatação da existência de casos de doenças profissionais ou danos irreversíveis à saúde dos trabalhadores.
Toda empresa ou instituições que admitam trabalhadores como empregados, deverão elaborar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA, visando à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais. A partir do dia 1º de agosto de 2021, o PPRA será substituído pelo PGR que será um documento base que terá anexo um Inventário de Riscos e um Plano de Ação. Também serão necessárias as avaliações ambientais de acordo com os riscos identificados.

O GRO (Gerenciamento de Riscos Ocupacionais) e o PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) surgiram com a aprovação da nova redação da Norma Regulamentadora Nº 01 (NR 01) pela publicação da Portaria 6.730, de 9 de março de 2020 no Diário Oficial da União.

O GRO está no item 1.5 da NR 01 e nada mais é do que um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança simplificado, se comparado a ISO 45001, que todas as empresas precisarão cumprir.

Para atender o GRO todas as empresas precisarão:

- Evitar os riscos ocupacionais gerados em suas atividades;
- Identificar todos os perigos e possíveis lesões ou agravos a saúde relacionados com
suas atividades;
- Avaliar os riscos ocupacionais indicando o nível, ou seja, quantificando;
- Classificar os riscos para poder determinar ações preventivas;
- Implementar ações preventivas de acordo com a classificação dos riscos;
- Monitorar o controle de riscos ocupacionais.

Além dos itens mencionados acima, as empresas também precisarão implementar e manter procedimentos para investigação de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, assim como procedimento para respostas aos cenários de emergências, de acordo com os riscos, as características e as circunstâncias das atividades. E onde entra o PGR?

O PGR exige que as empresas tenham no mínimo: inventário de riscos e plano de ação para os riscos. O inventário de riscos que precisa ser elaborado para atendimento ao PGR é mais específico e detalhado. A NR 01, nesse caso, pede a caracterização dos processos, ambientes de trabalho e atividades. Então, o processo produtivo precisa ser estudado em todas as etapas, os perigos precisam identificados e os riscos avaliados e classificados para depois se definir as ações que comporão o plano de ação.
A sigla LTCAT significa Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho.

Foi estabelecido e adotado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é de suma importância para as empresas que seguem o regime da CLT e visa, sobretudo, registrar os agentes nocivos à saúde ou à integridade física dos trabalhadores.

Trata-se de um comprovante de que o trabalhador esteve exposto a determinados riscos ambientais durante o período de permanência na empresa. Nesse sentido é a partir dele que é determinada a necessidade ou não da aposentadoria especial pelo INSS.

Se a Previdência Social determinar que aquele trabalhador tem direito à aposentadoria especial, a empresa deve recolher todas as alíquotas de contribuição destinadas ao financiamento do benefício.

De acordo com o § 1º do art. 58 da Lei 8213/91 o LTCAT deve ser expedido pelo médico do trabalho ou engenheiro de segurança do trabalho, devidamente habilitados.
O Plano de Atendimento à Emergência (PAE) estabelece as estratégias e os procedimentos que devem ser adotados para o controle de situações emergenciais que, por ventura, aconteçam no decorrer das atividades laborais, de modo a preservar vidas, bem como reduzir os possíveis danos, proteger a comunidade, minimizar impactos ambientais e perdas patrimoniais.

O Plano de Emergência precisa definir, de forma clara, as atribuições e responsabilidades dos envolvidos. Prevendo quais os recursos, humanos e materiais, serão utilizados e quais procedimentos serão acionados.
Todas as empresas com riscos de ocorrência de vazamentos ou derramamentos de inflamáveis e líquidos combustíveis, incêndio ou explosão, deverão constituir Plano de Resposta a Emergência.

O plano de resposta a emergências das instalações classe I, II e III deve ser elaborado de acordo com normas técnicas nacionais e, na ausência ou omissão destas, nas normas internacionais, bem como nas demais regulamentações pertinentes e considerando as características e a complexidade da instalação.

Já a NBR ISO 45001:2018, em seu requisito 8.2, Preparação e Resposta de Emergências, apresenta que “a organização deve estabelecer, implementar e manter um processo necessário para se preparar para resposta a potenciais situações de emergência”
É uma sigla em inglês que significa Health, Safety and Environment (Saúde, Segurança e Meio Ambiente), uma metodologia que estuda e implementa os aspectos práticos de proteção ao meio ambiente e manutenção da saúde e segurança no trabalho.

Em termos simples, é o que as organizações devem fazer para garantir que suas atividades não causem danos a ninguém

O termo é usado para tratar do departamento que deve existir nas empresas e que fica encarregado de gerenciar os riscos relacionados à saúde e segurança ocupacional, aos quais seus trabalhadores estão expostos nas operações diárias, além de seguir com as práticas estabelecidas para preservação do meio ambiente.
É uma sigla em inglês que significa Qualidade, Saúde, Segurança e Meio ambiente e é definida por cada empresa, de acordo com a atividade envolvida. Essa norma tem a finalidade de promover ações para prevenir acidentes de trabalho.
A realização de treinamentos de Saúde, Segurança e Meio Ambiente é feita por todas as empresas, sem exceção.

Muitos treinamentos são impostos pela regulamentação e alguns são feitos de forma proativa pelas empresas.

Todos os empregados envolvidos nas atividades da empresa deverão ser treinados de acordo com sua competência e plano de treinamentos.
É um conjunto de mecanismos internos para alertas de qualquer irregularidade na empresa. Consiste na aplicação de código de ética e conduta e tem o objetivo de identificar qualquer desvio, fraude e comportamento antiético.

É um processo complexo e em constante mudança, mas que vale a pena o
investimento e dá resultado. É fundamental implementar o compliance na sua empresa, afinal, ser ético é um ponto primordial para o sucesso.
É um conjunto de procedimentos internos com o objetivo detectar e combater fraudes, irregularidades, suborno e atos ilícitos. Está relacionada com a implementação de Leis Anticorrupção.

O método é para orientar os gestores e colaboradores da empresa para que as leis sejam cumpridas.
Sim. E podemos atuar como agente de transformação e melhoria nos processos internos da sua empresa. Podemos atuar assessorando atividades rotineiras essenciais da organização definindo padronizações necessárias, controles e monitoramentos, sendo um excelente suporte à gestão.
Tanto para certificações de sistema de gestão quanto para certificações técnicas, é preciso fazer uma preparação robusta e consistente. Recomendamos uma avaliação inicial para identificar os pontos de ajuste seguida de implementação destes, auditoria interna e ações corretivas. Somos especialistas neste tipo de preparação.
Os treinamentos são válidos enquanto a norma estudada estiver na mesma versão. Quando ocorrer atualização da norma, é preciso fazer uma atualização, também chamado de upgrade.
Depende muito do treinamento, mas varia em média entre 20h a 48h.
A ISO 9001 é uma certificação mais geral para empresas de ramos de negócios variados pois ela aborda a Gestão da Qualidade da empresa com os seus próprios processos; entretanto quanto mais normas abrangerem os nichos da sua empresa, mais fica garantido que se opera com um padrão elevado demonstrando que o negócio tem seriedade e preocupação com os seus resultados.

Algumas das normas ISO que nós trabalhamos são:
ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade ISO 14001 – Sistema de Gestão Ambiental ISO 45001 – Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacionais
ISO 27001 – Gestão de Segurança da Informação
ISO 50001 – Sistema de Gestão de Energia
Normalmente a certificação tem validade de três anos, podendo ser renovada para novos ciclos de três anos.
É uma integração de processos dos sistemas de gestão distintos de uma empresa, podendo assim começar a operar com todos ao mesmo tempo e obter a certificação de cada um deles. É comum que no SGI estejam o Sistema de Gestão da Qualidade, Sistema de Gestão Ambiental e Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, por exemplo.
A norma ISO 9001 é uma norma de Sistema de Gestão da Qualidade que pode ser integrada a qualquer negócio. Ela permite otimizar o desempenho e a qualidade do serviço prestado pelas empresas. A norma ISO 9001 facilita a rotina da companhia e foi criada para todas as áreas do mercado, ou seja, para a indústria, comércio e prestação de serviços.

Esta certificação traz inúmeros benefícios e visa a melhoria contínua da organização, minimizando possíveis impactos, eliminando desperdícios e satisfazendo seu cliente.
É uma organização internacional para padronização de vários temas e indústrias. Através de seus membros, reúne especialistas para compartilhar conhecimento e desenvolver normas Internacionais voluntárias, baseadas em consenso e que sejam relevantes para o mercado, apoiando a inovação e fornecendo soluções para os desafios globais.

Todas as organizações podem implementar este sistema, não importa o tamanho. A empresa certificada pode usar como prova de credibilidade de sua gestão, reconhecida internacionalmente.
Ficou ainda alguma dúvida? Entra em contato com a gente!

Sobre Nós

Contato

Informações

Veja infornações relevantes nas nossas mídias e Blog!